Economistas sobem previsão de crescimento para 2,35% e de juros para 9,75%

Economistas de instituições financeiras passaram a ver um aperto monetário maior neste ano ao elevar a projeção para a Selic a 9,75%, ante 9,5%. Na semana passada, foi divulgada a ata da última reunião do Copom (Comitê de Política Monetária), afirmando que a taxa de juros deve continuar sendo utilizada no combate a inflação, que mostra maior resistência.

De acordo com a mediana das projeções dos analistas consultados na pesquisa Focus do Banco Central divulgada nesta segunda-feira, a taxa básica de juros, atualmente em 9%, deve ser elevada em 0,5 ponto percentual na reunião de outubro do Copom. A última reunião deste ano ocorre em novembro.

Para 2014, a projeção para a taxa básica de juros permaneceu em 9,75%. 

Entretanto, a mediana das estimativas das instituições que mais acertam as projeções nesse período indica um aperto monetário ainda maior. A projeção para este ano e para 2014 é que a Selic fique em 10%, inalterado ante a pesquisa anterior.

PIB, dólar e inflação

No Focus, os economistas mantiveram a expectativa para o dólar no final deste ano em R$ 2,36.

Por sua vez, a previsão para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano foi elevada a 2,35%, ante 2,32% na pesquisa anterior.

Para os economistas consultados no Focus, a inflação deve encerrar este ano a 5,82% segundo a mediana das projeções, ante 5,83% na semana anterior. Para 2014, a projeção para o IPCA foi ligeiramente elevada a 5,85%, ante 5,84%.

Fonte: economia.uol.com.br/noticias/redacao/2013/09/09/economistas-sobem-previsao-de-crescimento-para-235-e-de-juros-para-975.htm