Gargalos em infraestrutura no Brasil afetam crescimento, aponta FMI

WASHINGTON  -  Thomas Helbling, chefe de divisão do Departamento de Estudos Econômicos Mundiais, disse que o Brasil necessita de mais investimentos em infraestrutura para crescer em níveis mais acentuados. 

“A maior armadilha para o Brasil não está no setor de reformas estruturais. O que parece claro é que várias áreas do setor de infraestrutura necessitam de reformas para trazer mais investimentos”, disse Helbling. Segundo ele, o Brasil teve um progresso forte logo após a crise americana de 2008. Em 2010, a economia cresceu 7,5%. “Em seguida, esse progresso foi mais lento”, avaliou. 

Helbling disse que "o Brasil demonstrou, num cenário em que a inflação começou a crescer, a sua determinação para manter um arcabouço monetário de credibilidade". “Dessa forma, conseguiu manter a economia o mais estabilizada possível.”

Fonte: Valor Econômico, 08/10/2013